Mostrando itens por marcador: Bahiagás

COMUNICADO – Interrupção temporária de fornecimento de gás

A Bahiagás informa que, das 22h desta sexta-feira (14/05/2021) às 6h de sábado (15/05/2021), o fornecimento de gás natural será interrompido na região da Avenida Magalhães Neto, em Salvador, para a execução de obras viárias pela empresa OAS e Prefeitura Municipal de Salvador. Com isso, o abastecimento de alguns clientes residenciais e comerciais no local será afetado durante esse período.


Vale ressaltar que a interrupção do fornecimento de gás se dará por uma questão de segurança, já que as obras da OAS e Prefeitura acontecerão em local por onde passam dutos da Bahiagás. É importante também frisar que a duração do serviço poderá sofrer alteração, a depender das condições e desenvolvimento dos trabalhos.


A Bahiagás pede desculpas por eventuais transtornos e agradece pela compreensão.


Em caso de dúvidas, nosso SAC está disponível 24 horas por dia, através do número 0800 071 9111.

Bahiagás inaugura novo Laboratório de Controle da Qualidade stars

No mês de abril, a Bahiagás ganhou uma ferramenta a mais para garantir a qualidade do gás natural distribuído aos clientes. Trata-se do novo Laboratório de Controle da Qualidade (LCQ), localizado na base da Companhia em Camaçari. Após um processo de adequação do espaço, iniciado desde o ano passado, o LCQ já está em funcionamento.

Com todo o investimento feito para a concretização do projeto, foram adquiridos equipamentos modernos, mobílias e bancadas, além de toda a infraestrutura necessária para a boa realização do trabalho.  Com isso, a Companhia ganhou maior independência para a realização de alguns serviços.

Antes de contar com o novo equipamento, a Bahiagás contratava o serviço de análise do gás natural em laboratórios terceirizados. Além disso, possuía alguns equipamentos e instrumentos analíticos, mas ainda faltava um local adequado para o manuseio deles e para a execução das análises físico-químicas. Agora, com o LCQ, a equipe de operações realiza diversos tipos de procedimentos, como caracterização do gás natural, análise de concentração de odorante e análise de ponto de orvalho no gás, reduzindo o custo com contratação desses serviços junto a terceiros.

O novo LCQ possibilita à Bahiagás ter, também, maior controle sobre a condição do produto oferecido aos clientes. Antes, por exemplo, as informações sobre a qualidade do gás eram adquiridas com a Petrobras. Agora, a própria Companhia faz essa análise, podendo, inclusive, no novo cenário de diversificação de fontes supridoras, verificar se o gás fornecido por um novo supridor atende aos requisitos de qualidade e às exigências legais.

De acordo com Ozaná Junior, responsável pela realização de análises no novo laboratório, “a criação do LCQ está alinhada com a missão da Bahiagás de proporcionar a satisfação do cliente, com a visão de ser referência na qualidade dos serviços prestados e com os valores, ao buscar inovação com foco no resultado”.

 

Comunicado sobre reajuste do gás natural

A Companhia de Gás da Bahia – BAHIAGÁS informa que, a partir do dia 1º de maio, a Petrobras (principal supridora da Companhia) aumentará em 39% o valor do gás natural comercializado às distribuidoras estaduais. Tal medida acarretará o reajuste de 34,48% (média de todos os segmentos) nas tarifas aplicadas aos clientes da BAHIAGÁS, conforme autoriza a Resolução nº 22 da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transporte e Comunicações da Bahia (Agerba), publicada no Diário Oficial do Estado em 29 de abril de 2021.

Para o segmento automotivo (gás natural veicular - GNV), o reajuste será de 28,74% no valor do gás comercializado pela BAHIAGÁS aos postos de combustíveis. Vale salientar que o preço do GNV que será praticado para os usuários finais é de total responsabilidade de cada posto, não tendo a Companhia qualquer ingerência sobre a definição deste valor.

Apesar de todos os esforços envidados pela BAHIAGÁS junto à Petrobras pelo adiamento do reajuste, principalmente devido aos efeitos da pandemia de Covid-19 na economia e ao intenso consumo do gás natural no estado, o aumento de 39% foi mantido. A supridora justifica este percentual pela influência das variações do preço do petróleo (Brent) e do dólar, além do IGP-M (Índice Geral de Preços - Mercado).

Vale ressaltar que o aumento no preço do gás natural por parte da Petrobras não traz benefícios para a BAHIAGÁS, que não tem qualquer ganho decorrente do reajuste.

A BAHIAGÁS reforça, ainda, o seu compromisso em continuar buscando preços de aquisição do gás natural mais competitivos e, desta forma, sempre oferecer as melhores condições comerciais para o mercado baiano.

Nota da Abegás

A Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás) também buscou alternativas junto ao Ministério de Minas e Energia (MME) a fim de minimizar os impactos do reajuste, porém, conforme divulgou em nota, a tentativa esbarrou na falta de convergência entre a Petrobras e as empresas transportadoras de gás.

Confira neste link a nota da Abegás na íntegra.

Bahiagás participa de doação de kits para mulheres em estado de vulnerabilidade stars

A Bahiagás participou da entrega de 97 cestas para a Associação Aspiral do Reggae, instituição que acolhe mulheres chefe de família monoparental. A entrega do material, chamado de “Kit Mulher Solidária”, aconteceu no dia 30 de março, no 1º Grupamento de Bombeiros Militar, na Barroquinha.

O kit contém materiais voltados para atender necessidades básicas de alimentação, higiene e limpeza doméstica, e é destinado para mulheres em estado de vulnerabilidade. Ao todo foram doados 286 kits.

A Campanha é uma parceria com a Secretaria de Políticas para as Mulheres do Estado da Bahia (SPM) e com o Fundo de População das Nações Unidas (organismo da ONU responsável por questões populacionais). Em 2020, a Bahiagás doou R$ 20 mil para a produção do Kit Mulher Solidária.

Rede Mulher Solidária - A Rede Mulher Solidária é uma iniciativa com o objetivo de minimizar o impacto causado na vida das mulheres pelas medidas sanitárias e de isolamento social, necessárias ao combate do novo coronavírus. A rede atua na captação de recursos, itens alimentícios e de higiene pessoal, além de mobilizar pessoas e instituições para garantir a aquisição dos produtos que compõe o Kit Mulher Solidária, que é distribuído entre grupos, coletivos e associações de mulheres, em situação de vulnerabilidade social, nos bairros de Salvador e municípios mais atingidos pela Covid-19.

Diretor-presidente da Bahiagás fala sobre corredores azuis no Mesa Reate

Na terça-feira (26), aconteceu, em ambiente virtual, a edição baiana do Mesa Reate, evento que reúne diversos representantes de órgãos e empresas que atuam no cenário do gás natural para discutir desafios e propostas para o setor. Na ocasião, marcou presença o diretor-presidente da Bahiagás, Luiz Gavazza, que apresentou informações importantes a respeito da atuação atual da Companhia.

Durante sua participação, Gavazza falou sobre a interiorização do gás natural na Bahia através dos chamados corredores azuis (rotas para abastecimento com gás natural). "A Bahiagás já recebeu esse endereçamento por parte do Governo do Estado e nós já montamos um projeto conceitual. Estamos tratando da interiorização através do GNV, para veículos leves e pesados, e usando tanto o modal do gás comprimido quanto o do gás liquefeito", disse.

"Estamos trabalhando no âmbito do estado da Bahia com um projeto de corredor azul na BR 101 e Linha Verde, um na BR 116 e BR 235, e uma terceira rota, que estamos chamando, provisoriamente, de Rota dos Grãos, de Luís Eduardo Magalhães até o Porto de Aratu", acrescentou o gestor da Companhia.

Gavazza aproveitou para lembrar que a Bahiagás, em parceria com a Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra) e a Scania, promoveu, recentemente, um teste com um ônibus movido a gás natural, na Linha Verde. "Aquela ação mostrou a economicidade daquele veículo com o GNV. E quando a gente trata de transporte de massa e veículos pesados, nós estamos tratando da substituição do diesel, que, além de muito mais poluente, é um combustível antieconômico", destacou.
 

O Mesa Reate Bahia contou ainda com as participações do secretário de Infraestrutura da Bahia, Marcus Cavalcanti; do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque; do secretário de Petróleo, Gás e Biocombustíveis do MME, José Mauro Coelho; do presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), Antônio Ricardo Alban; e do superintendente de Atração de Investimentos e Fomento ao Desenvolvimento Econômico da Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Bahia (SDE), Paulo Guimarães, ente outros.

Primeiro ônibus do país movido a GNV e biometano vem a Salvador

A partir da próxima quarta-feira (21), as ruas da capital baiana contarão, pela primeira vez, com a circulação de um ônibus movido a gás natural veicular (GNV) e biometano. Trata-se de uma ação da Companhia de Gás da Bahia – Bahiagás, em parceria com a Secretaria de Infraestrutura do Estado da Bahia (Seinfra) e a montadora Scania, com o objetivo de demonstrar os benefícios econômicos e ambientais do uso do combustível no transporte público, bem como estimular a futura adoção deste tipo de equipamento.

O ônibus, climatizado, com plataforma elevatória e capacidade para até 110 passageiros, fará a linha Salvador – Praia do Forte, pela empresa Atlântico Transportes e Turismo, até segunda-feira (26), com os mesmos preços de passagens já praticados no trajeto. Durante esse período, o veículo vai operar seguindo as orientações de higiene e segurança como parte do combate à Covid-19.

“Esta fase de demonstração do novo equipamento da Scania é muito importante para que as autoridades, os empresários do setor e a própria população percebam as vantagens de usar o GNV também nas frotas do transporte coletivo, diminuindo a emissão de poluentes e trazendo mais economicidade. Isso abre uma perspectiva para que, futuramente, este tipo de veículo possa fazer parte do nosso cotidiano”, destaca o diretor-presidente da Bahiagás, Luiz Gavazza.

Ter ações como essa permite atuar no presente visando o futuro. A Bahia é líder na produção de energia eólica, energia solar, tem alto potencial de biomassa e está crescendo com o gás natural. “Essa demonstração vai mostrar que é possível utilizar veículos a gás e que, além da economia, também será importante para o meio ambiente. O estado segue dando sua contribuição para que o Acordo de Paris, aceito pelo Brasil em 2016, seja cumprido com o objetivo de minimizar a ameaça da mudança climática no mundo”, ressalta o secretário estadual de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti.

Benefícios ambientais

Na comparação com o diesel, um dos principais benefícios proporcionados por este ônibus é a preservação do meio ambiente.  “A dependência 100% ao diesel fica mais difícil do ponto de vista da sustentabilidade para melhorar o planeta e o bem estar da sociedade. Neste momento, o ideal para o Brasil é o ônibus movido a gás natural veicular (GNV) e biometano, que se enquadra nos três pilares sustentáveis: econômico, social e ambiental”, afirma o gerente de Vendas de Soluções de Mobilidade da Scania no Brasil, Fábio D´Angelo.

“Nossa solução para a mobilidade urbana sustentável e eficiente contribui para a redução das emissões dos gases de efeito estufa (CO2), de material particulado e óxido de nitrogênio (NOx), extremamente nocivos para o ser humano”, acrescenta.

Outro ponto relevante é a diminuição do custo operacional ao proprietário. A depender das condições de operação e levando em conta os atuais preços praticados dos dois combustíveis, a redução do custo por quilômetro rodado pode ser de até 20%. Além disso, o motor chega a ser 20% mais silencioso do que outros similares a diesel.

Bahiagás comemora 26 anos de atuação

 

A Companhia de Gás da Bahia – Bahiagás acaba de completar 26 anos de atuação como a concessionária estadual responsável pela distribuição de gás natural canalizado. Desde o início das suas atividades, em 1994, a empresa vem expandindo, da capital ao interior, levando os benefícios do energético para um número cada vez maior de baianos.

 

Hoje, com cerca de 60 mil clientes, distribuídos pelas 21 cidades que atende, a Bahiagás segue firme com o propósito de proporcionar as vantagens do gás natural para mais pessoas. Mesmo durante a pandemia, a Companhia continuou tocando projetos para ampliar o seu atendimento, inclusive, a equipamentos de saúde pública, tão importantes neste momento.

 

Além disso, no ano em que comemora seu 26º aniversário, a Bahiagás fortalece ainda mais a sua relação de parceria com a sociedade baiana. Atuando ativamente na luta contra a pandemia da covid-19, a Companhia participou de ações solidárias, como a doação de aparelhos respiradores para hospitais da rede pública e de tecido para a confecção de máscaras que auxiliam na proteção contra o coronavírus.

 

A expectativa é que os próximos 26 anos sejam igualmente produtivos, principalmente após a conclusão da maior obra já realizada pela Bahiagás: o Gás Sudoeste. Trata-se do maior duto de distribuição de gás natural do Nordeste e segundo maior do Brasil, com 306 km de extensão entre as cidades de Itagibá e Brumado, levando benefícios a diversos municípios da região.

 

Para o diretor-presidente da Bahiagás, Luiz Gavazza, esses 26 anos representam um período de trabalho, conquistas e desenvolvimento para o estado. “Ao longo desses anos, superamos desafios e nos empenhamos muito, sempre com o objetivo de tornar o gás natural cada vez mais parte do dia a dia de pessoas e empresas. E este é um trabalho que não para, pois nunca nos cansaremos de trabalhar em prol da Bahia e dos baianos”.

Bahiagás doa 5 mil metros de tecido para produção de máscaras

Como parte das ações solidárias adotadas no combate à pandemia do novo coronavírus, a Companhia de Gás da Bahia – Bahiagás doou 5 mil metros de tecido (100% algodão) para a confecção de máscaras. Para esta campanha, a Companhia investiu um total de R$ 50 mil.

A doação foi destinada à Cooperativa Rede de Produtoras da Bahia (Cooperede), de Feira de Santana, que possui uma parceria com o Governo do Estado da Bahia para a produção de dois milhões de máscaras. Como contrapartida social, a Cooperede vai distribuir, gratuitamente, parte da produção para unidades de saúde pública e entidades filantrópicas de assistência à população carente.

Com boa capacidade operacional, a Cooperede possui 500 máquinas de costura e 500 costureiras cooperadas. A produção envolve mulheres de diversos municípios baianos na atividade da costura, que tem garantido a elas uma renda em tempos de isolamento social e pouca oferta de trabalho.

“O Governo do Estado da Bahia foi o primeiro no País a defender a importância do uso da máscara como forma de proteção contra a covid-19. E a Bahiagás procura fazer a sua parte neste combate à doença por meio deste material. Por isso, consideramos de suma importância esta campanha de doação de tecidos”, enfatiza o diretor-presidente da Companhia, Luiz Gavazza.

Doação de respiradores

A Bahiagás, como uma empresa de economia mista, vem atuando junto às iniciativas do Estado no combate à covid-19. Recentemente, a Companhia participou também de uma campanha da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb) para a compra de novos aparelhos respiradores, que foram doados a unidades estaduais de saúde e utilizados no tratamento dos casos mais graves da doença. Ao todo, foram distribuídos 100 equipamentos.

A Bahiagás tem, ainda, trabalhado para atender instituições públicas de saúde tão importantes neste momento de combate ao novo coronavírus. Desde o início da pandemia, a Companhia já concluiu obras para fornecimento de gás natural para três hospitais baianos. A última delas foi finalizada em junho, para atendimento ao Hospital Regional Costa do Cacau, em Ilhéus. Antes, havia concluído o trabalho para abastecimento ao Hospital Metropolitano e Hospital Clériston Andrade 2.

Obras do Hospital do Cacau e Senai Cimatec são concluídas

A Bahiagás segue com a execução de importantes trabalhos para a sociedade baiana. Recentemente, a Companhia concluiu as obras do Gasoduto Rodovia Jorge Amado para fornecimento de gás natural ao Hospital Regional Costa do Cacau (Hospital do Cacau), em Ilhéus. Esta é a terceira obra para atendimento a uma unidade de saúde durante a pandemia (antes foram feitas obras para o Hospital Metropolitano e Hospital Clériston Andrade 2).

“Neste cenário, a oferta do gás natural pode trazer vantagens econômicas, possibilitando a expansão do atendimento desta instituição de saúde, mostrando o comprometimento da nossa Companhia nas ações de combate à disseminação do novo coronavírus”, frisou o coordenador de engenharia, Lucas Santana.

Com 225 leitos, o Hospital Regional Costa do Cacau é a maior obra de saúde pública no Sul da Bahia nos últimos 35 anos. A unidade atende as demandas da região em urgência e emergência, servindo moradores de 70 municípios da região.

Senai Cimatec

Outra obra importante concluída pela Bahiagás foi a implantação do Gasoduto BA530 para atendimento ao Senai Cimatec, que vem desenvolvendo um importante trabalho de conserto de aparelhos respiradores. Trata-se de um gasoduto com extensão aproximada de 1.805 m.

 A instituição utilizará o gás natural em aplicações diversas nas indústrias, em laboratórios e projetos de pesquisa.  O Senai Cimatec já manifestou o interesse no uso do energético, também, na nova unidade, o Senai Cimatec Park, que será implantada no Polo Industrial de Camaçari.

“O novo empreendimento terá importante papel no desenvolvimento da indústria baiana, ao mesmo tempo em que dará suporte à atração de novos investimentos. O gás natural, seguramente, entrará como um importante vetor na atração desses investimentos ao centro de tecnologia”, destacou o representante da Gerência Comercial Grandes Clientes, Eduardo Sousa.

Assinar este feed RSS