Mostrando itens por marcador: gasoduto

Bairros próximos ao Gasoduto Feira de Santana participam do Nudec

Moradores residentes em áreas de vulnerabilidade no entorno do gasoduto do município de Feira de Santana se reuniram, no último sábado (30/11), para mais um encontro dos Núcleos de Defesa Comunitária (Nudec). O encontro aconteceu na Escola Municipal Professor Luciano Ribeiro dos Santos, no bairro Parque Lagoa Subaé, com a presença de líderes comunitários do bairro e das localidades Sítio Matias, Rua Sítio Novo, Rua ProBahia, Santa Mônica II, Borda da Mata, Bairro SIM e Centro.

O encontro foi iniciado com a apresentação da engenheira ambiental Isabella Brito (Gerência de Segurança), que falou sobre a Bahiagás, o gás natural e suas características. Em seguida, ela destacou todos os aspectos de segurança que envolvem o produto, explicando as maneiras corretas de se proceder em torno da região do gasoduto e os possíveis riscos.

“O levantamento das comunidades que participam do Nudec é realizado com base no estudo de risco, que é feito previamente pelo Plano de Contingência e Análise Preliminar de Perigo (APP) através de cálculos que definem a área de abrangência”, explicou a engenheira de segurança, Marileide Campos (Gerência de Segurança).

Após a apresentação teórica, os presentes participaram de uma atividade lúdica sobre percepção de riscos, onde as equipes encenaram uma peça sobre temas como os riscos dos locais onde vivem, segurança, saúde e infraestrutura.

Uma das participantes do Nudec, Cida Margarida, moradora da localidade Sitio Matias, destacou a importância do encontro. “Aqui nós tiramos todas as dúvidas, e recebemos um treinamento para qualquer emergência”, destacou. “É bom esse cuidado que a Bahiagás tem com a vizinhança, mostra que a empresa se importa com todos que vivem próximos ao gasoduto”, finalizou. 

Obras do Gás Sudoeste avançam

Iniciadas em agosto do ano passado, as obras do Gás Sudoeste – Duto de Distribuição do Sudoeste do estado da Bahia já passaram de 50% de avanço físico. São mais de 57 km de tubos já enterrados e mais 2,2 km prestes a serem colocados, entre as cidades de Itagibá e Jequié

“Para a Bahiagás, é uma satisfação ver o desenvolvimento chegando a todo vapor a essa importante região do estado. O nosso objetivo é que, em breve, as empresas, o comércio, as residências e toda a população local possam usufruir dos benefícios do gás natural”, ressaltou o diretor-presidente da Bahiagás, Luiz Gavazza.

A construção do Gás Sudoeste faz parte da diretriz estratégica da Bahiagás de interiorização do gás natural na Bahia. Ele será o maior duto de distribuição do Nordeste e o segundo maior do país, com extensão prevista de 306 km, interligando os municípios de Itagibá e Brumado, passando por cidades como Jequié e Maracás, entre outras.

Na prática, o duto passará por 12 municípios, mas vai gerar impacto direto em 15 cidades do Sudoeste do estado. A chegada do gás natural levará muitos benefícios para a região. O energético atenderá indústrias, postos de combustíveis, estabelecimentos comerciais, grandes mineradoras, hotéis e residências.

Com estimativa de tempo de execução total de quatro anos (projeto e obra), o empreendimento está estimado em cerca de R$ 400 milhões, contabilizando as três etapas da obra (Itagibá – Jequié, Jequié – Maracás, Maracás – Brumado).

Bahiagás apresenta as possibilidades do gás natural em Vitória da Conquista

Na quinta-feira (31/01/19), a Companhia de Gás da Bahia – Bahiagás promoveu o evento Gás Natural em Vitória da Conquista – Estudo de Viabilidade Técnica, no auditório da Faculdade Independente do Nordeste (Fainor). O encontro, voltado para autoridades, empresários e comunidade do município, apresentou as formas de levar o gás natural e possibilidades de uso do energético na cidade. 

Na primeira parte da apresentação, o diretor-presidente da Bahiagás, Luiz Gavazza, fez uma explanação sobre a Companhia, mostrando o histórico, a forma de atuação, diretrizes estratégicas e segmentos de consumo do gás natural.

Num segundo momento, o gestor abordou as formas de levar o gás natural ao consumidor. Conforme apresentou Gavazza, o energético pode ser fornecido por meio de gasodutos físicos (rede de tubos) ou dos gasodutos virtuais, como é chamado o transporte de gás natural por meio de carretas. Nesta segunda opção, o gás é transportado como gás natural comprimido (GNC) ou gás natural liquefeito (GNL).

Segundo explicou Gavazza, neste primeiro momento, o fornecimento por meio de gasoduto virtual pode ser a opção mais viável para levar o gás natural a Vitória da Conquista. Desta forma, evitaria os gastos e o tempo necessários para a construção de um gasoduto físico e atenderia à demanda do mercado da mesma maneira.

Ele ainda destacou a relevância de incluir o município no mercado consumidor de gás natural. “Não há nenhuma dúvida entre nós sobre a importância desta cidade para a Bahia e ela sempre teve a nossa atenção. Da mesma forma que chegamos a outras cidades, por demanda dos seus consumidores, queremos chegar a Vitória da Conquista”, ressaltou o diretor-presidente da Bahiagás.

Estudo de Viabilidade

Durante a apresentação, Gavazza explicou que, antes de levar o gás natural à terceira maior cidade da Bahia, é preciso um estudo de viabilidade técnica (prestes a ser assinado com a prefeitura) para analisar o mercado local, as formas de aproveitamento do energético nos empreendimentos e os riscos do negócio.

“Esperamos também contar com o apoio dos líderes corporativos da cidade, bem como dos parlamentares e de todo o conjunto da sociedade conquistense. Precisamos sair daqui com o espírito de que o gás natural será uma realidade em Vitória da Conquista se trabalharmos todos nesta direção”, acrescentou.

Presente no evento, o prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão, reforçou a parceria com a Companhia no esforço para levar o gás natural ao município. “Quero parabenizar a Bahiagás por esta apresentação e tenho certeza de que trabalharemos juntos nesta construção da modernidade da nossa querida cidade”, declarou.

“Foi muito importante a presença da Bahiagás para debater com a sociedade conquistense as formas de trazer o gás natural, que trará benefícios para Vitória da Conquista”, completou o deputado estadual Jean Fabrício Falcão.

Também estiveram no evento o vereador Fernando Vasconcelos (Jacaré), representando o presidente da Câmara de Vereadores de Vitória da Conquista; o presidente do movimento Conquista Pode Voar Mais Alto, José Maria Caires; o diretor geral da Sudesb, Elias Dourado; a presidente de Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) do município, Sheila Lemos; o presidente da OAB/Vitória da Conquista, Ronaldo Soares; o presidente da Associação das Indústrias de Vitória da Conquista (Ainvic), Cláudio Marinho; presidente do Sindicado dos Taxistas de Vitória da Conquista, Valter Oliveira Freire; o diretor da Fainor, Edgard Larry;   além de representantes de outras entidades e gestores de cidades próximas (Belo Campo, Nova Canaã, Planalto, Tremedal, Encruzilhada, Cândido Sales, Barra do Choça, Mirante, Bom Jesus da Serra, Maetinga, Presidente Jânio Quadros e Itambé).

Assinar este feed RSS