Mostrando itens por marcador: Bahiagás

Obras do Hospital do Cacau e Senai Cimatec são concluídas stars

A Bahiagás segue com a execução de importantes trabalhos para a sociedade baiana. Recentemente, a Companhia concluiu as obras do Gasoduto Rodovia Jorge Amado para fornecimento de gás natural ao Hospital Regional Costa do Cacau (Hospital do Cacau), em Ilhéus. Esta é a terceira obra para atendimento a uma unidade de saúde durante a pandemia (antes foram feitas obras para o Hospital Metropolitano e Hospital Clériston Andrade 2).

“Neste cenário, a oferta do gás natural pode trazer vantagens econômicas, possibilitando a expansão do atendimento desta instituição de saúde, mostrando o comprometimento da nossa Companhia nas ações de combate à disseminação do novo coronavírus”, frisou o coordenador de engenharia, Lucas Santana.

Com 225 leitos, o Hospital Regional Costa do Cacau é a maior obra de saúde pública no Sul da Bahia nos últimos 35 anos. A unidade atende as demandas da região em urgência e emergência, servindo moradores de 70 municípios da região.

Senai Cimatec

Outra obra importante concluída pela Bahiagás foi a implantação do Gasoduto BA530 para atendimento ao Senai Cimatec, que vem desenvolvendo um importante trabalho de conserto de aparelhos respiradores. Trata-se de um gasoduto com extensão aproximada de 1.805 m.

 A instituição utilizará o gás natural em aplicações diversas nas indústrias, em laboratórios e projetos de pesquisa.  O Senai Cimatec já manifestou o interesse no uso do energético, também, na nova unidade, o Senai Cimatec Park, que será implantada no Polo Industrial de Camaçari.

“O novo empreendimento terá importante papel no desenvolvimento da indústria baiana, ao mesmo tempo em que dará suporte à atração de novos investimentos. O gás natural, seguramente, entrará como um importante vetor na atração desses investimentos ao centro de tecnologia”, destacou o representante da Gerência Comercial Grandes Clientes, Eduardo Sousa.

Bahiagás reduz tarifa do gás natural

A partir do dia 1º de maio de 2020, a Companhia de Gás da Bahia – Bahiagás reduzirá as tarifas do gás natural em 9,14% (média de todos os segmentos atendidos), conforme resolução da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba), publicada no Diário Oficial do Estado, no dia 30 de abril de 2020. A redução é justificada pela variação do preço de aquisição do energético junto à principal supridora da Companhia, a Petrobras.

 

Para o segmento automotivo (gás natural veicular - GNV), o decréscimo será de 7,94% no valor do gás comercializado pela Bahiagás aos postos. A redução consolida ainda mais a vantagem econômica do GNV em relação aos combustíveis líquidos concorrentes.

 

Vale salientar que o preço do GNV que será praticado para os usuários finais é de total responsabilidade de cada posto de combustível, não tendo a Companhia qualquer ingerência sobre a definição deste valor.

 

A Bahiagás destaca que, além da vantagem comercial, o gás natural proporciona uma série de benefícios aos usuários. Ele é mais prático, seguro e ambientalmente mais correto. Além disso, trata-se de um combustível versátil, que pode ser usado de diferentes formas em variados segmentos.

 

Registramos, finalmente, que seguimos cumprindo a nossa missão de forma cuidadosa, segura e confiável, na prestação do serviço essencial de distribuição de gás canalizado no estado da Bahia, assegurando, a todos os usuários da Bahiagás, a garantia de abastecimento neste delicado momento por que passa a sociedade baiana.

Bahiagás promove audiências públicas sobre o Gás Sudoeste em Jequié, Itagibá e Itagi

Nos eventos, a Companhia apresentou os impactos positivos da obra e tirou dúvidas da população local

Nas últimas quinta (24) e sexta-feira (25), a Companhia de Gás da Bahia – Bahiagás promoveu audiências públicas nas cidades de Jequié, Itagibá e Itagi, no interior do estado, para apresentar detalhes do projeto Gás Sudoeste – Duto de Distribuição de Gás Natural do Sudoeste. Os eventos tinham o objetivo de mostrar os benefícios da obra para a região e sanar dúvidas da população local.

Para atender as demandas das três audiências, a Bahiagás enviou uma comitiva de profissionais da Companhia liderada pelo diretor-presidente Luiz Gavazza e pela diretora técnica e comercial Gabriela Damasceno. Em cada cidade, os gestores juntaram-se à mesa com autoridades locais e fizeram a apresentação para o público formado por outras autoridades, líderes comunitários, representantes de classe e cidadãos do município.

No primeiro dia, em Jequié, a audiência aconteceu no auditório do Centro de Cultura do município. Lá, Gavazza apresentou os detalhes do empreendimento, desde a realização da obra até os segmentos que poderão usufruir do gás natural. A mesma apresentação voltou a acontecer nas Câmaras Municipais de Itagibá e Itagi, no dia seguinte.

Durante as audiências, foi aberto espaço para questionamentos do público. Uma das dúvidas mais frequentes foi sobre a geração de emprego. Conforme explicou o diretor-presidente, a empresa que vai realizar a obra precisará contratar mão de obra, preferencialmente, na própria região, desde que atenda aos pré-requisitos para as respectivas funções. Além disso, a Bahiagás firmou uma parceria com o SineBahia para incentivo ao primeiro emprego.
“O Gás Sudoeste vai ainda movimentar a economia da região durante a obra, criando oportunidades para o comércio local, a exemplo de hotéis, restaurantes, alugueis de imóveis e máquinas”, acrescentou Luiz Gavazza. O gestor, com a participação de outros profissionais da Companhia, também tirou dúvidas sobre as questões ambientais que envolvem a obra.

Para a diretora Gabriela Damasceno, o empreendimento marca o início de um período de desenvolvimento na região. “A Bahiagás chegou na região Sudoeste para ficar. Já estamos aqui e vamos ficar por muito tempo. A obra do gasoduto é apenas o começo de todos os benefícios que estão por vir”, salientou.

As audiências públicas contaram ainda com as presenças do deputado federal Davidson Magalhães, do prefeito de Itagibá, Gilson Fonseca; do prefeito de Itagi, Olival Andrade; do secretário da Fazenda de Jequié, Verivaldo Santana; do superintendente da Secretaria de Infraestrutura do Estado da Bahia (Seinfra), João Victor Arariba; e do superintendente do Desenvolvimento para o Trabalho da Secretaria de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), Alexsandro Reis.

Gás Sudoeste
O projeto de construção do Gás Sudoeste faz parte da diretriz estratégica da Bahiagás de interiorização do gás natural na Bahia. Ele será o maior duto de distribuição do Nordeste e o segundo maior do país, com extensão prevista de 306 km, em 10 polegadas de diâmetro, interligando os municípios de Ipiaú e Brumado, passando por Jequié e Maracás, entre outros.
Na prática, o duto passará por 12 municípios, mas vai gerar impacto direto em 15 cidades do Sudoeste do estado. A chegada do gás natural trará muitos benefícios para a região. O gasoduto atenderá indústrias, postos de combustíveis, estabelecimentos comerciais, grandes mineradoras, hotéis e residências.
Com estimativa de tempo de execução total de quatro anos (projeto e obra), o empreendimento está estimado no valor total de cerca de R$ 435 milhões, contabilizando as três etapas da obra. A construção do primeiro trecho (Itagibá-Jequié) está prevista para iniciar em agosto deste ano.

Bahiagás participa de campanha de doação de respiradores

A Companhia de Gás da Bahia – Bahiagás participa de campanha da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb) para a compra de novos aparelhos respiradores, que serão doados ao Estado e utilizados no tratamento dos casos mais graves da Covid-19. Ao todo, serão doados 100 equipamentos.

Além da participação nesta campanha, a Bahiagás vem aumentando os esforços para iniciar o atendimento a importantes equipamentos de saúde que darão suporte no combate ao coronavírus. Entre as medidas adotadas está a contratação de obras emergenciais para acelerar a implantação de dutos que vão atender ao Hospital Geral Clériston Andrade 2, em Feira de Santana. 

Na semana passada, a Bahiagás concluiu as obras do Duto Via Metropolitana, para atender o novo Hospital Metropolitano de Lauro de Freitas, empreendimento do Governo do Estado em fase final de construção. Foram entregues, pela Companhia, cerca de 3 km de dutos e uma estação de regulagem e medição (ERPM). A Bahiagás segue ainda com as obras para atendimento ao Hospital Costa do Cacau, em Ilhéus.

Já o Instituto Couto Maia, hospital referência no tratamento de doenças infectocontagiosas, e que desempenha um importante papel no momento atual, conta com o fornecimento de gás natural da Companhia desde a inauguração da nova unidade de saúde, em 2018.

Além de garantir a continuidade de obras importantes para a população, com os trabalhadores em campo seguindo todas as medidas preventivas, a Bahiagás assegura, também, a permanência do fornecimento de gás natural, um serviço essencial para os baianos. A Companhia ainda adaptou seus canais de atendimento, bem como o sistema de trabalho dos seus colaboradores, mantendo toda a assistência necessária aos clientes.

"Desta forma, a Bahiagás busca contribuir com as ações já adotadas pelo Governo do Estado e pela sociedade, participando ativamente do combate ao coronavírus para, juntos, superar mais este desafio", destaca o Diretor Presidente da Companhia, Luiz Gavazza. 

Concluídas obras para atendimento ao Hospital Metropolitano

A Bahiagás concluiu, na última terça-feira (31), as obras do Duto Via Metropolitana, para atender o novo Hospital Metropolitano de Lauro de Freitas, empreendimento do Governo do Estado em fase final de construção. Foram entregues, pela Companhia, cerca de 3 km de dutos (125 mm e 90 mm PEAD) e uma estação de regulagem e medição (ERPM).
 
Nas próximas semanas, a unidade de saúde pública, que utilizará o gás natural para climatização, cocção e aquecimento da água, fará alguns testes nos equipamentos que receberão o energético. A previsão é que, quando estiver em pleno funcionamento, o hospital consuma até 35 mil m³/mês.
 
A implantação dos dutos e da estação, iniciada em novembro de 2019, é parte de uma construção que vai beneficiar a população local. “A conclusão desta obra vem somar à comunidade um equipamento de saúde com uma localização estratégica para o atendimento rápido aos casos de urgências e emergência no litoral norte e nas cidades da região metropolitana”, declarou a engenheira da Bahiagás, fiscal do contrato da obra, Yonne Lopes, destacando, ainda, que, ao saber que o hospital seria usado no combate ao coronavírus, a equipe ficou ainda mais motivada com a realização deste trabalho.
 
“Esta será uma das unidades de saúde que serão fundamentais no atendimento de casos mais graves da Covid-19. O hospital terá 100 leitos clínicos dedicados exclusivamente ao coronavírus. E o gás natural fornecido pela Bahiagás será essencial para o funcionamento de importantes equipamentos da instituição”, enfatiza o diretor-presidente da Bahiagás, Luiz Gavazza.
 
Sobre o Hospital
 
O Hospital Metropolitano está previsto para ser inaugurado pelo Governo do Estado nas próximas semanas. Construído numa área de mais de 100 mil m², a unidade conta com três andares e um total de 265 leitos, sendo 55 de terapia intensiva (UTI). O hospital, que será referência para tratamentos graves de traumas e acidente vascular cerebral (AVC), está localizado em Areia Branca – zona semi-rural de Lauro de Freitas – ao lado das Vias Parafuso e Metropolitana.​​

Obras da Bahiagás seguem em andamento

Apesar de parte dos colaboradores estar trabalhando em sistema home office, como uma das medidas preventivas contra a disseminação do coronavírus, a Bahiagás segue firme na realização dos seus serviços. Além de garantir o fornecimento seguro de gás natural aos clientes, a Companhia prossegue com a execução de obras em diversas cidades. 
 
Com uma equipe de colaboradores acompanhando o trabalho continuamente, a Bahiagás mantém obras como a construção do gasoduto e estação de transferência de custódia (ETC) para recebimento de gás natural fornecido pela Alvopetro, em Mata de São João; a implantação de dutos na Av. Sete de Setembro e inspeção de dutos na Av. Heitor Dias, em Salvador; construção de ETC em Itagibá; implantação de sistemas de combate a incêndio, em Camaçari, Feira de Santana e Itabuna; e implantação de 30 km de rede em polietileno em Lauro de Freitas.
 
Outras obras em andamento são de fundamental importância para o funcionamento de instituições de saúde pública, que também ajudarão no combate ao coronavírus, como o Hospital Metropolitano, em Lauro de Freitas; o Hospital Costa do Cacau, em Ilhéus; e o Hospital Clériston Andrade, em Feira de Santana.
 
"A manutenção dessas obras é de suma importância. Primeiro para a sociedade, que vai poder contar com novos equipamentos de saúde que darão suporte na luta contra o coronavírus. Além disso, o gás natural é um insumo importante para o funcionamento de muitas empresas, então contribui positivamente para a economia do País", ressaltou o coordenador da Gerência de Engenharia da Bahiagás, Lucas Santana.
 
O diretor-presidente da Bahiagás, Luiz Gavazza, destacou a responsabilidade da atuação da Companhia no atual cenário. "A Bahiagás, alinhada com os objetivos do Governo do Estado, mesmo diante das adversidades pelas quais passamos temporariamente, mantém o compromisso com o atendimento aos clientes e com o desenvolvimento da Bahia, sobretudo no que diz respeito às instituições de saúde, tão necessárias neste momento".

Bahiagás adota medidas preventivas contra o coronavírus

A Companhia de Gás da Bahia – Bahiagás informa que, em razão da evolução da pandemia do novo coronavírus, adotou medidas preventivas a fim de preservar a saúde de colaboradores e clientes. Entre elas, a suspensão temporária do atendimento presencial do Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC), na sede administrativa (Av. Magalhães Neto), a partir desta segunda-feira (23).

Apesar desta suspensão, a Bahiagás mantém normalmente o atendimento aos clientes por meio de outros canais de comunicação. O contato pode ser feito por telefone (SAC: 0800 071 9111 / Emergência: 0800 284 1111) ou pelo Fale Conosco e Chat Online, ambos disponíveis no site da Companhia (bahiagas.com.br).

Seguem, abaixo, outras medidas adotadas:

  • Suspensão temporária do atendimento presencial da Ouvidoria;
  • Implantação de trabalho home office para parte dos colaboradores;
  • Restrição de acesso do público externo às instalações da empresa.

A Bahiagás salienta que tais medidas não impactarão o fornecimento de gás natural aos clientes. Inclusive, alguns profissionais da Companhia continuam exercendo atividades presenciais para garantir a continuidade do serviço, que é essencial, sobretudo, para empreendimentos estratégicos na luta contra o coronavírus. Entre eles, o Hospital Couto Maia, referência no estado no tratamento de doenças infectocontagiosas.

Além do Couto Maia, a Bahiagás fornece gás natural para outras unidades de saúde igualmente importantes neste momento. São elas: Hospital da Bahia, Hospital Sarah, Hospital Geral do Estado (HGE), Hospital Geral de Camaçari, Hospital Roberto Santos, Hospital Juliano Moreira e Hospital e Clínica São Matheus (Feira de Santana).

Para o diretor-presidente da Bahiagás, Luiz Gavazza, as ações adotadas pela Companhia são parte de um esforço que deve ser de toda a sociedade e estão alinhadas às estratégias do Governo do Estado, que tem dado um exemplo de ação firme e coordenada. “A Bahiagás segue atenta ao andamento da pandemia e, assim como faz boa parte dos baianos, dá a sua parcela de contribuição no combate à disseminação do coronavírus por meio de medidas preventivas. Vamos, juntos, superar mais este desafio”.

Bahiagás suspende atendimento presencial da Ouvidoria

Em virtude do Decreto nº 19.529, de 16 de março de 2020, publicado pelo Governo do Estado, que estabelece medidas temporárias para o enfrentamento ao coronavírus, a Bahiagás informa que o atendimento presencial na Ouvidoria da Companhia está temporariamente suspenso, seguindo a orientação da Ouvidoria Geral do Estado da Bahia.

O atendimento por telefone e demais canais de comunicação para informações, sugestões, elogios e reclamações continuam inalterados.

 

 

Contatos da Ouvidoria

Tel.: (71) 3504-3504

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Site: bahiagas.com.br

Comunidades de Camaçari se reúnem no encontro do Nudec

A Escola Municipal Helena Celestino de Magalhães, na cidade de Camaçari, sediou, no sábado (29/02), o encontro dos Núcleos de Defesa Comunitária (Nudec), promovido pela Bahiagás. Desta vez, participou do evento as comunidades de Jardim Limoeiro, Novo Horizonte, Alto da Cruz, Gravatá, Ficam II, Mangueiral, Av. Radial, Fazenda Machadinho, Parque Serra Verde e Parque das Mangabas.

No encontro, que acontece periodicamente com o objetivo de informar as comunidades próximas dos gasodutos sobre os aspectos de segurança da rede de distribuição de gás natural, a engenheira ambiental da Bahiagás, Isabella Brito, falou sobre o Plano de Contingência da Companhia e como evitar acidentes envolvendo os gasodutos, entre outros assuntos.

Os participantes também foram convidados a apresentarem os aprendizados obtidos no encontro. Eles foram divididos em quatro equipes que deveriam fazer uma apresentação sobre um tema. Dois grupos falaram sobre prevenção e os outros dois sobre como agir na hora da emergência. Por meio de colagens, desenhos, pinturas e recortes, cada equipe, de forma criativa, apresentou seu ponto de vista sobre o assunto.

Para Antônio da Silva, que faz parte da liderança comunitária do Parque das Mangabas, a reunião do Nudec vem capacitando a comunidade para lidar com situações indesejadas. “São informações bastante úteis. Hoje, nos sentimos muito mais preparados para lidar com possíveis emergências nos dutos”, declarou.

“Quanto mais pessoas participarem, melhor para a comunidade. Porque será muito mais gente com informações importantes para a nossa segurança”, concluiu Fernanda Carvalho, moradora da comunidade de Novo Horizonte.

Assinar este feed RSS