Mostrando itens por marcador: Bahiagás

Nova sede da Bahiagás em Jequié entra em funcionamento

 

Já está em funcionamento a nova sede da Bahiagás, localizada na cidade de Jequié. Com uma estrutura moderna e bem equipada, a unidade conta com serviço disponível de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h30, e aos sábados, das 8h às 12h. 

A nova sede da Bahiagás está localizada em uma cidade estratégica para a construção do primeiro trecho do Gás Sudoeste (de Ipiaú a Jequié) e para o atendimento à demanda local quando o gasoduto estiver em funcionamento. O empreendimento será o maior duto de distribuição do Norte-Nordeste e segundo maior do Brasil. A previsão de conclusão da obra é em 2021.

Bahiagás participa da 29ª Convenção Anual da Ademi-BA

A Bahiagás marcou presença na 29ª Convenção Anual da Ademi-BA (Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário da Bahia), que aconteceu entre os dias 6 e 9 de dezembro, no Hotel Tivoli, em Praia do Forte. A Companhia foi uma das patrocinadoras do evento e foi representada pela gerente comercial Luciana Valente e pelo gerente de mercado e pós-venda Makyo Félix, que, na sexta-feira (7), ministrou a palestra “Inovação em Gás Natural”, dentro da programação do panorama ‘Tendências do Mercado Imobiliário e as Expectativas do Consumidor’.

Na ocasião, Félix falou sobre o momento atual da Bahiagás e o cenário mundial do setor de gás natural. “O grande desafio para esse mercado é criar sinergia do gás natural com as fontes renováveis, construindo assim um futuro mais limpo e acessível para todas as pessoas.”

“A diversificação do uso do gás natural é cada vez mais uma realidade. A Bahiagás tem buscado aplicar essas novas tendências que facilitam a vida do nosso cliente”

Quanto às inovações, os novos usos do gás natural no segmento residencial foram especialmente abordados. “A diversificação do uso do gás natural é cada vez mais uma realidade. A Bahiagás tem buscado aplicar essas novas tendências que facilitam a vida do nosso cliente”, relatou o gerente, citando as lavanderias coletivas de prédios residenciais e os sistemas de aquecimento solar com back-up a gás natural.

 

Também estiveram presentes, no encontro, o fundador e CEO da Vitacon S/A, Alexandre Frankel, e o presidente da Data Store e co-fundador da Stratesign, Marcus Araújo. A mediação do painel ficou sob a direção de Moacy Veiga, CEO do Hub Salvador. Completaram a programação, no dia 06/12, Luiz Candreva, fundador da CoLab e eleito um dos 100 jovens mais inovadores da América Latina, e, no dia 08/12, Fernando Mitre, diretor Nacional de Jornalismo da Rede Bandeirantes, e Leonardo Barreto, Doutor em Ciência Política pela Universidade de Brasília, com mediação de José Carlos Martins, presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção.

 

Bahiagás promove audiências públicas sobre o Gás Sudoeste em Jequié, Itagibá e Itagi

Nos eventos, a Companhia apresentou os impactos positivos da obra e tirou dúvidas da população local

Nas últimas quinta (24) e sexta-feira (25), a Companhia de Gás da Bahia – Bahiagás promoveu audiências públicas nas cidades de Jequié, Itagibá e Itagi, no interior do estado, para apresentar detalhes do projeto Gás Sudoeste – Duto de Distribuição de Gás Natural do Sudoeste. Os eventos tinham o objetivo de mostrar os benefícios da obra para a região e sanar dúvidas da população local.

Para atender as demandas das três audiências, a Bahiagás enviou uma comitiva de profissionais da Companhia liderada pelo diretor-presidente Luiz Gavazza e pela diretora técnica e comercial Gabriela Damasceno. Em cada cidade, os gestores juntaram-se à mesa com autoridades locais e fizeram a apresentação para o público formado por outras autoridades, líderes comunitários, representantes de classe e cidadãos do município.

No primeiro dia, em Jequié, a audiência aconteceu no auditório do Centro de Cultura do município. Lá, Gavazza apresentou os detalhes do empreendimento, desde a realização da obra até os segmentos que poderão usufruir do gás natural. A mesma apresentação voltou a acontecer nas Câmaras Municipais de Itagibá e Itagi, no dia seguinte.

Durante as audiências, foi aberto espaço para questionamentos do público. Uma das dúvidas mais frequentes foi sobre a geração de emprego. Conforme explicou o diretor-presidente, a empresa que vai realizar a obra precisará contratar mão de obra, preferencialmente, na própria região, desde que atenda aos pré-requisitos para as respectivas funções. Além disso, a Bahiagás firmou uma parceria com o SineBahia para incentivo ao primeiro emprego.
“O Gás Sudoeste vai ainda movimentar a economia da região durante a obra, criando oportunidades para o comércio local, a exemplo de hotéis, restaurantes, alugueis de imóveis e máquinas”, acrescentou Luiz Gavazza. O gestor, com a participação de outros profissionais da Companhia, também tirou dúvidas sobre as questões ambientais que envolvem a obra.

Para a diretora Gabriela Damasceno, o empreendimento marca o início de um período de desenvolvimento na região. “A Bahiagás chegou na região Sudoeste para ficar. Já estamos aqui e vamos ficar por muito tempo. A obra do gasoduto é apenas o começo de todos os benefícios que estão por vir”, salientou.

As audiências públicas contaram ainda com as presenças do deputado federal Davidson Magalhães, do prefeito de Itagibá, Gilson Fonseca; do prefeito de Itagi, Olival Andrade; do secretário da Fazenda de Jequié, Verivaldo Santana; do superintendente da Secretaria de Infraestrutura do Estado da Bahia (Seinfra), João Victor Arariba; e do superintendente do Desenvolvimento para o Trabalho da Secretaria de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), Alexsandro Reis.

Gás Sudoeste
O projeto de construção do Gás Sudoeste faz parte da diretriz estratégica da Bahiagás de interiorização do gás natural na Bahia. Ele será o maior duto de distribuição do Nordeste e o segundo maior do país, com extensão prevista de 306 km, em 10 polegadas de diâmetro, interligando os municípios de Ipiaú e Brumado, passando por Jequié e Maracás, entre outros.
Na prática, o duto passará por 12 municípios, mas vai gerar impacto direto em 15 cidades do Sudoeste do estado. A chegada do gás natural trará muitos benefícios para a região. O gasoduto atenderá indústrias, postos de combustíveis, estabelecimentos comerciais, grandes mineradoras, hotéis e residências.
Com estimativa de tempo de execução total de quatro anos (projeto e obra), o empreendimento está estimado no valor total de cerca de R$ 435 milhões, contabilizando as três etapas da obra. A construção do primeiro trecho (Itagibá-Jequié) está prevista para iniciar em agosto deste ano.

Bahiagás tem novo cliente industrial

A Bahiagás passou a fornecer gás natural para um novo cliente do segmento industrial. A partir de agora, a Pelzer da Bahia Ltda passa a usufruir dos benefícios do energético e contar com o atendimento e prestação dos serviços da Companhia.

O novo cliente utilizará o gás natural como combustível para caldeiras, aquecedores de fluído térmicos, fornos e maçaricos. A previsão é que o consumo do gás chegue até 3.000 m3/dia em plena carga.

A Pelzer da Bahia Ltda é uma empresa sistemista da Ford, localizada no Polo Empresarial Governador César Borges, em Dias D’ávila. Trata-se de uma empresa líder mundial em design, engenharia, fabricação de componentes e sistemas acústicos e térmicos para o setor automotivo.

Mais energia para toda a Bahia

A campanha institucional da Bahiagás traz o uso do gás natural em diversas situações e lugares onde o produto é utilizado. Mostra os benefícios do uso dessa energia que acompanha cada vez mais os baianos. Mais econômica, limpa e eficiente. É mais energia chegando para indústrias, comércios, residências e veículos da capital e do interior. Bahiagás: mais energia para toda a Bahia.

Segurança no abastecimento com GNV

Você sabe qual a forma mais segura de abastecer com o GNV? E como proceder numa situação de emergência com o combustível? Se não, agora você pode tirar essas e outras dúvidas no vídeo ‘Segurança no Abastecimento com GNV’. Esta é uma iniciativa do Programa Abasteça Seguro com GNV, que promove ações voltadas para a segurança dos usuários e dos trabalhadores responsáveis pelo abastecimento dos veículos.

Mais de 44 mil residências já são abastecidas com gás natural stars

A expansão do consumo de gás natural no segmento residencial registrada no estado, resultante da estratégia de investimentos no desenvolvimento do setor, implementada pela Companhia de Gás da Bahia – Bahiagás, foi o destaque do Relatório da Administração 2016 da Companhia, publicado na última quinta-feira (13/04), em jornais impressos de grande circulação do estado e no Diário Oficial da Bahia. O documento também será veiculado nos principais jornais do interior, nas regiões onde a Bahiagás tem atuação.

O direcionamento da Companhia garantiu uma significativa ampliação da base de usuários do gás natural e possibilitou a superação da marca de 44 mil clientes residenciais. Com estes números, a Bahia se tornou o maior consumidor do energético no segmento, fora do eixo Rio de Janeiro/São Paulo, estados com tradição centenária no setor. A cidade de Feira de Santana é o maior símbolo deste crescimento no âmbito residencial. A Bahiagás iniciou, em 2016, o atendimento a este setor no município e chegou ao final do ano com mais de 1.000 usuários.

Projetos - O processo de interiorização do gás natural também é destaque no Relatório. Ele demonstra o avanço do Projeto Gás Sudoeste, que, finalizado, será o maior duto de distribuição do Nordeste e o segundo maior do País, com cerca de 300 km de extensão. Com valor total estimado de R$ 505 milhões, a construção irá atender aos setores de mineração e outros usuários dos segmentos industrial, comercial e automotivo.
Outros projetos importantes também constam no documento. As ações do Programa de Incentivo ao Uso do Gás Natural Veicular, como a campanha de estímulo à conversão de veículos particulares para o uso do GNV; e a assinatura do Convênio com a Secretaria da Administração do Estado da Bahia (Saeb), para conversão de veículos da frota própria do Estado; além da habilitação para a importação do GNL (Gás Natural Liquefeito), através do Terminal de Regaseificação da Bahia (TRBA), localizado na Baía de Todos os Santos, são alguns exemplos.

Crescimento - O Relatório apresenta um panorama com os principais indicadores da Companhia. Demonstra o aumento do número de clientes, com a ligação de 6.724 novos usuários, e a ampliação da malha de dutos em mais de 44 km. Tudo isso possibilitado por investimentos na ordem de R$ 56 milhões. Somente em Salvador foram investidos R$ 13,5 milhões, com 21 km de rede construída.


Junto com o crescimento da Bahiagás vem também o aumento do compromisso da Companhia com o desenvolvimento do estado. O aporte na área de responsabilidade social alcançou a soma de R$ 3,6 milhões. Com destaque para o projeto ‘Mulher com a Palavra’. Iniciativa da Secretaria de Políticas para as Mulheres do Estado da Bahia (SPM-BA), que levou, em quatro edições, aproximadamente 6 mil pessoas ao Teatro Castro Alves (TCA).

O documento mostra também as perspectivas para o ano de 2017. Com a previsão de ligação de 10 mil novos clientes, numa rede de distribuição de 64 km e investimentos de R$ 74,96 milhões. Destaque para a implantação da 1ª fase da Rede Urbana de Alagoinhas, com extensão total de 10 km, e as obras do Duto de Distribuição de Lauro de Freitas, para atendimento aos clientes residenciais e comerciais na região.

O arquivo do Relatório da Administração 2016 também estará disponível no site da Bahiagás (www.bahiagas.com.br).

Gás natural chega ao Jardim das Margaridas

A Companhia de Gás da Bahia – Bahiagás vai financiar a conversão de mais 48 carros de órgãos públicos estaduais até setembro deste ano. A ação faz parte de um convênio entre a concessionária e a Secretaria da Administração do Estado da Bahia (Saeb). A parceria prevê um investimento de R$ 800 mil para converter veículos da frota própria do Estado para o uso do Gás Natural Veicular (GNV) como combustível principal.

O convênio beneficia 15 órgãos estaduais. Entre eles estão as secretarias da Administração, Saúde, Segurança Pública, Educação, Trabalho, Desenvolvimento Econômico, Administração Penitenciária, Relações Institucionais, Justiça e Direitos Humanos, Desenvolvimento Urbano, Agricultura e Meio Ambiente. Outros órgãos, como a Procuradoria Geral do Estado (PGE), o Detran e a Agência Reguladora de Saneamento Básico da Bahia (Agersa) também terão carros convertidos.

A conversão começou desde novembro de 2016 em veículos leves, movidos à gasolina/álcool, a exemplo de carros como Ecosport, Fiesta, Palio e Sandero. Ao todo, já foram convertidos 92 automóveis. Desde então, os órgãos passaram a usufruir das vantagens do gás natural. De acordo com um estudo da Saeb, um veículo do Estado movido à gasolina consome o equivalente a R$ 873,40 por mês, enquanto um carro movido à GNV gastará, no mesmo período, R$ 387,93.

Ainda segundo o estudo, em um ano, a mudança de combustível reduziria o custo de R$ 10.480,80 mil para R$ 4.655,16 mil. Ou seja, durante oito anos, prazo máximo para utilização dos carros do Estado, o uso de GNV reduziria o custo de R$ 83.846,40 mil para R$ 37.241,28 mil, o que representa uma redução de 55,58 %.

Outra vantagem do projeto, não só para os usuários dos veículos, mas para toda a população, é o caráter ambientalmente correto gás natural. Ele promove a redução da emissão de monóxido e dióxido de carbono no meio ambiente, diminuindo os índices de poluição do ar.
Para o diretor-presidente da Bahiagás, Luiz Gavazza, a assinatura do convênio é uma das principais etapas do Programa +GNV, que compreende uma série de iniciativas visando à expansão do mercado do combustível. “O GNV traz eficiência energética e ambiental. Ele representa uma evolução no segmento automotivo. Por isso é tão importante para a Bahiagás e também para o desenvolvimento do Estado”, reforça.

“O convênio traz uma vantagem econômica para o Estado e permite que a gente avalie a melhor administração sobre o uso da nova frota”, acrescenta o secretário da Administração, Edelvino Góes.

Assinar este feed RSS