Mostrando itens por marcador: Patrocínio

Atleta patrocinada pela Bahiagás é medalhista nos Jogos Pan-Americanos

 

A ciclista baiana Paola Reis, atleta patrocinada pela Bahiagás pelo quarto ano consecutivo, conquistou, no dia 9 de agosto, a medalha de prata na categoria Ciclismo BMX nos Jogos Pan-Americanos Lima 2019. A prova foi vencida pela colombiana Mariana Pajón.

Paôla Reis chegou à final com o melhor tempo de sua semifinal. Na disputa decisiva, a brasileira melhorou sua performance e terminou o percurso com o tempo de 37.583. Outra brasileira na prova, Priscilla Stevaux terminou na quarta colocação com 38.122.

Na volta para Salvador, Paola, acompanhada pelo treinador Leonardo Gonçalves, visitou a sede da Bahiagás, onde foi recebida pelo diretor-presidente da Companhia, Luiz Gavazza. Na ocasião, ela aproveitou para agradecer o apoio da empresa. “Esse incentivo tem sido fundamental para o desenvolvimento da minha carreira”, destacou. 

“Paola é um jovem talento do esporte baiano e que tem conseguido excelentes resultados. Temos orgulho de fazer parte dessa história de sucesso”, concluiu o gestor da Bahiagás.

Bahiagás patrocina quarta edição da Caravana da Inclusão Cultural stars

O Espaço Cultural Boca de Brasa, localizado no bairro de Coutos, proporcionou uma experiência mágica para as diversas crianças que realizam atividades no local, na tarde da última quinta-feira (22). Os alunos assistiram à peça “Juntos Somos Mais Fortes” da Companhia de Teatro da Apae Salvador, livremente inspirada na obra “Os Saltimbancos”. O espetáculo faz parte da IV Edição do Caravana de Inclusão Cultural, iniciativa contemplada no Edital de Patrocínio 2018-2019 da Bahiagás.

A montagem conta a história de quatro bichos, que abandonam seus donos por causa dos maus tratos e vão em busca da liberdade. A peça tem a presença de dez atores em cena, a maioria deles com síndrome de Down. “Quando entro no palco, me sinto confiante, mostro meu talento. Eu amo o teatro e esse amor sempre esteve dentro de mim. Já nasci com esse amor”, conta a atriz Débora Pereira, 29 anos, portadora da síndrome, e que dá vida a uma gata durante a encenação. 

De acordo com a superintendente executiva da Apae, Ângela Ventura, a ação é importante para mostrar que as pessoas com deficiência também são muito talentosas. “Estamos trazendo esse protagonismo a esses artistas”, finalizou.

A programação da IV Edição da Caravana de Inclusão Cultural acontece até quarta-feira (28), com a exposição “Mulheres Negras”, do artista Leonardo Vieira. O evento também contou com o show “Danado de Bom”, da Banda Opaxorô, que prestou homenagem a Luiz Gonzaga, e a montagem “Alice no País da Diversidade”, que contou a história de Alice, uma jovem com síndrome de Down que cai na toca do coelho e vai parar no País da Diversidade.   

 

Projeto capacita mulheres negras para produção de artesanato

 

O projeto Mulheres Negras: Capacitando para Produzir, selecionado no último Edital de Patrocínios da Bahiagás, promoveu, gratuitamente, entre novembro e dezembro do ano passado, a oficina Produção de Artesanato Empreendedor, voltada para mulheres de comunidades quilombolas de diferentes cidades. Na sexta-feira (22), no Centro Cultural Gonzagão, em Entre Rios, aconteceu a entrega dos certificados para as alunas.

 Durante o evento, as mulheres do projeto fizeram uma exposição e venda dos objetos que construíram durante o curso. Eram diversos produtos, como panos bordados, bolsas de palha, bonecas e flores artificiais, divididos em cinco estandes, cada um representando uma cidade participante da oficina (Conde, Alagoinhas e Entre Rios).

 “Essa produção depois será apresentada em Salvador, no mês de março, na área de comércio de artesanatos do Salvador Shopping. A ideia é que essas mulheres deem continuidade ao que aprenderam no curso e comercializem seus produtos de forma independente”, explicou o coordenador do projeto, Ezequiel Santos.

 Para Léa Santos, uma das alunas da oficina, participar do projeto transformou sua vida. “Moro num lugar pequeno e sem renda. Passei por uma fase bem difícil. Então, esse curso veio num momento muito bom e me abriu portas”, contou.

 “Foi muito gratificante. Todas nós conseguimos aprender e vamos continuar seguindo com esse trabalho, e sendo cada vez mais felizes”, concluiu a aluna Andréia Anunciação.

 Para a relações públicas da Bahiagás, Cáren Cruz, que representou a Companhia no evento, iniciativas como esta só trazem benefícios paras as comunidades envolvidas. “Hoje foram 40 mulheres, mas percebemos que isso terá continuidade, porque elas se tornarão multiplicadoras e beneficiarão mais mulheres e assim sucessivamente. Este projeto tem um impacto muito positivo para o futuro delas. Por isso é tão importante”, declarou.

 Mulheres Negras

 O projeto Mulheres Negras é uma realização da Associação de Desenvolvimento do Litoral Norte e Agreste Baiano (Adelnor), que tem por objetivo capacitar mulheres negras de assentamentos rurais e quilombolas para o artesanato com foco na valorização da cultura negra, de modo a, também, gerar oportunidade de negócios para elas.

Assinar este feed RSS